Cooperação cultural e lingüística no Centro Cultural Francês [fr]

JPEG

O Centro Cultural Franco-Bissau-Guineense (CCFBG) é um centro binacional estabelecido no dia 4 de Setembro de 1990 por um acordo bilateral entre os dois Governos, Francês e Bissau-Guineense. O Embaixador da França em Bissau é o Presidente do Conselho de Administração. Guiné-Bissau forneceu o terreno e a França financiou a construção e equipamentos.

O CCFBG foi queimado em junho de 1999 no final da guerra civil, foi reaberto após a sua reabilitação (no valor de € 380.000 suportado pela França) em março de 2004.

O CCFBG é um estabelecimento funcional no coração do centro da cidade (Praça Che Guevara). Está organizado em torno de um grande salão central que é um espaço de reunião semi-aberto com acesso wifi e também inclui:
- um teatro fechado e com ar condicionado de 219 assentos, único em Bissau,
- um salão de exposições,
- uma biblioteca de mídia,
- um café-restaurante que reabriu na primavera de 2017,
- diferentes salas de aula para o ensino de francês (incluindo uma sala multiusos), no piso térreo e no primeiro andar, que compõem o Espaço Linguas.

É um lugar importante de cultura em Bissau, que também responde e principalmente à demanda por ensino de francês. É, de facto, o canal da cooperação bilateral em línguas financiado pelo Ministério francês dos Negócios Estrangeiros.

Além da inscrição direta no centro, o francês também é ensinado a administrações e instituições civis, forças armadas ("lingua francesa militar"), empresas (setor financeiro e turismo em particular), bem como em parceria com o sistema educacional (DELF escolar).

Julianne Théry, que é responsável pelo Centro de Idiomas do CCFBG, também é diretora interina do CCFBG.

Pagina Facebook du CCFBG

Dernière modification : 16/10/2017

Voltar ao topo